Em Manacapuru, PC-AM prende homem por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo e munição

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), prendeu em flagrante, nesta quinta-feira (31/03), por volta das 6h40, Leonardo Eduardo dos Santos, 24, pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo e munição.


A ação aconteceu na Vila do Jacaré, naquele município, e contou com o apoio da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SEAI-SSP).

De acordo com o delegado Rodrigo Torres, titular da unidade policial, além dos crimes citados, Leonardo é investigado por suposta participação em uma chacina cometida no município, na manhã de quarta-feira (30/03), por volta das 7h40.

“Foi um crime bárbaro que vitimou toda uma família. Leonardo será investigado por possível participação e se constatado, ele também será indiciado pelo crime de homicídio”, informou a autoridade policial.

Conforme Torres, as vítimas foram identificadas como Dulcineia Rodrigues de Oliveira, 86; Dione Rodrigues de Oliveira, 39; Oney Rodrigues de Oliveira, 29; e Ney Rodrigues de Oliveira, 27. Todos foram mortos dentro de sua própria residência e, após o crime, os infratores atearam fogo no local.

“Ao tomarmos conhecimento, imediatamente iniciamos as diligências. Recebemos denúncias anônimas informando a possível identidade dos infratores, ocasião em que nos deslocamos até o local em que eles estavam e fomos recebidos a tiros, pois estavam fortemente armados”, explicou o delegado.

Ainda segundo o titular, as equipes revidaram a agressão e dois deles, identificados como Leandro Eduardo dos Santos, 26, e outro identificado apenas como Davi, vieram a óbito.

“Leonardo, que estava na companhia dos outros dois, se rendeu e foi preso. Com ele foram apreendidas uma espingarda calibre 20, um rifle calibre 38, um revólver calibre 38, cinco munições intactas calibre 20, 18 munições intactas calibre 38 e 4 cartuchos deflagrados calibre 38”, detalhou o delegado.

Procedimentos – Leonardo responderá por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e porte ilegal de munição.

FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem