Prefeitura de Manaus alinha ações de secretarias com IBGE para participação no Censo 2022

A Prefeitura de Manaus será parte fundamental no compartilhamento de dados de georreferenciamento, mapas, cartográficos e de referência demográfica para o Censo 2022. E nesta quarta-feira, 30/3, diversas secretarias e autarquias municipais participaram da primeira reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo na capital, com representantes da unidade estadual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


As reuniões do Censo são realizadas em todos os municípios e, no Amazonas, mais de 90% deles já tiveram a primeira rodada de encontro, com presença dos principais agentes da população de cada cidade.

Dentre suas principais atribuições estão: apreciar os mapas para fins estatísticos elaborados pelo IBGE para orientar as equipes de campo e a divulgação de resultados; promover a divulgação do Censo Demográfico junto à comunidade; e colaborar na instalação dos postos de coleta, auxiliando na disponibilização da infraestrutura necessária à coleta de dados e no deslocamento das equipes nas áreas rurais.

As Gerências de Mobilidade Urbana (GMU) e de Informação de Geoprocessamento (GIG) participaram representando o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), com sua estrutura de geo, base cartográfica e banco de dados colaborativo, integrando e compartilhando informações entre as secretarias municipais. Uma das ferramentas de edição é o ArcGIS, que permite um melhor desempenho em relação ao trabalho dos setores técnicos e nas ações integradas de planejamento, desenvolvimento de projetos e fiscalização de forma mais adequada e sustentável para a cidade e para as demandas da população.

O Implurb faz levantamentos do sistema viário, topografia, curvas de nível, construções e tipologias, áreas consolidadas e mobiliários urbanos públicos, reunindo imagens, vetorização para mapas e fotogrametria, além de mosaicos de ortofoto, que possui uma alta resolução espacial (GSD), permitindo análises minuciosas de ordem centimétrica.

“Ferramentas tecnológicas ajudam na evolução da gestão pública e na eficiência. É preciso ter conhecimento técnico, virtual e atualizado do nosso espaço geográfico, com mapas mais precisos, detalhados, temáticos e que permitem observar a cidade em várias camadas e escalas para intervenções”, comentou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) também esteve no encontro. Para o diretor administrativo e financeiro da autarquia, Amiraldo Braga, os dados do Censo vão auxiliar na atualização de metas e dos investimentos a serem realizados pelas concessionárias dos serviços públicos essenciais regulados. Ele assegurou que a instituição deverá prestar o apoio necessário à operação censitária na capital.

“Com os dados demográficos atualizados, as concessionárias que atuam com os serviços regulados terão condições de projetar seus investimentos e ações dentro de um cenário mais realista, sobretudo porque o último censo foi realizado em 2010 e estamos com uma defasagem de mais de uma década, ao mesmo tempo, reafirmamos o nosso compromisso com a realização desse importante processo, seja na disponibilidade de infraestrutura, seja na comunicação das ações do Censo, como forma de conscientizar os usuários para a necessidade de adesão”, afirmou Braga.

Pela Prefeitura de Manaus estiveram presentes equipes das secretarias municipais de Educação (Semed), Saúde (Semsa), Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Administração, Planejamento e Gestão (Semad), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Procuradoria Geral do Município (PGM) e Casa Militar.

Apresentada pelo chefe do IBGE no Amazonas, Ilcleson Mendes, e com a presença dos coordenadores do Censo no Estado, a reunião contou ainda com a participação das autoridades locais (dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário), além de representantes de associações, sindicatos, lideranças comunitárias e outros segmentos que possam de alguma maneira apoiar a operação censitária no município.

O Censo

O Censo Demográfico 2022 terá início no dia 1º de agosto, sendo a maior operação de recenseamento já organizada no país. O objetivo do Censo é contabilizar toda a população e, para isso, serão visitados mais de 1 milhão de domicílios, no Amazonas. No total, mais de 3 mil pessoas trabalharão na operação censitária, no Estado. Somente em Manaus serão 1.495 recenseadores envolvidos.

O Censo Demográfico produz informações atualizadas e precisas, que são fundamentais para o desenvolvimento e implementação de políticas públicas e para a realização de investimentos, tanto do governo quanto da iniciativa privada.

Retratar o Brasil que está entrando numa nova década é um desafio para o IBGE. Qual é o tamanho da população brasileira? Em que condições vive? Como se distribui no Território Nacional? Qual é o nível de escolaridade de nossas crianças e jovens? Quais as condições de emprego e renda da população? Estas e muitas outras perguntas serão respondidas pelo Censo Demográfico que o IBGE realizará em 2022.

Os resultados do Censo 2022 vão refletir a realidade brasileira, fornecendo o retrato do Brasil num determinado período de tempo.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem