Prefeitura de Manaus lança exposição fotográfica alusiva ao Mês da Mulher

A Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC) e o Instituto Amor Nosso (IAN), lançou, na manhã desta terça-feira, 15/3, a exposição “Memórias que Falam de Amor”, no Pavilhão Universal, que abriga também o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado na praça Tenreiro Aranha, no Centro Histórico de Manaus.


A exposição fica em cartaz até o dia 30, de forma gratuita, disponível para visitação de 8h às 12h, sem a necessidade de agendamento.

De curadoria das fotógrafas Caroline Loureiro e Cláudia Higuchi, a vernissage retrata as histórias de dez mães e suas famílias, que enfrentaram o luto parental na perda gestacional, neonatal e infantil, facilitando o acesso da sociedade ao tema, estimulando a educação sobre a vida, morte, luto e ressignificações a partir da fotografia, além de mostrar um passo importante na recuperação das mães e das famílias enlutadas.

Conforme o diretor de Cultura da Manauscult, Jonathas Ribeiro, a exposição integra o calendário de atividades em alusão ao Mês da Mulher, lançado pela fundação no último dia 10, o “Arte e Cultura: de Mulher Pra Mulher”.

“Criamos uma programação especial em comemoração ao Mês da Mulher, e, hoje, estamos lançando uma exposição que, além de sensível, toca em um tema muito delicado, que é a questão da morte de um filho, um fato inesperado pelos pais, geralmente é visto como algo contrário à natureza, incitando um luto muito particular”, pontuou.

A importância do apoio e do suporte às famílias, a partir da arte, também foi abordado por Jonathas. “Temos aqui fotografias, associando cultura, arte e valorizando o papel das mães, portanto, mais uma vez a prefeitura expõe temas delicados, e, assim, sensibilizando e conscientizando a sociedade de que a mulher acima de tudo, além de fazer parte da família, é um fator importante na construção de uma sociedade melhor. E convido a população para vir conhecer a exposição”, destacou.

“Bebês-anjos”

A exposição conta com a participação das fotógrafas Andrea Mesquita, Caroline, Paula e Rafaella Moraes. Os registros remetem à existência dos “bebês-anjos”, reforçando a importância que sempre terão aos familiares.

A fundadora do IAN e também curadora da exposição, Caroline Loureiro, criou o instituto em 2017, após a morte do filho com apenas 19 dias de nascido. Na ocasião, ela percebeu que em Manaus não havia um local seguro de compartilhamento de informações onde as famílias pudessem externar a dor.

“A partir da minha perda, comecei a compartilhar nas redes sociais um pouco do que eu carregava no coração, e acabei identificando que outras mães também se sentiam acolhidas com o que eu falava, e daí surgiu a ideia de criar o Instituto Amor Nosso, inclusive, a sigla do instituto forma o nome do meu anjo, o Ian”, comentou.

O turista libanês Hadiel El Hajjar, que passava pelo local em busca de informações sobre a cidade, prestigiou a exposição. “Manaus é uma cidade incrível, que tem muito charme e visão artística, as fotos são incríveis, eu realmente gostei”, disse.

Apoio

O IAN é um grupo de apoio formado por mães e pais que vivenciaram a perda de um filho, psicólogas, fotógrafas e voluntários que são empáticos e sensíveis à causa da perda gestacional, neonatal e infantil.

O instituto atua em Manaus desde 2017, realizando ações on-line e presenciais, encontros de acolhimento, rodas de conversa, ensaios fotográficos, eventos como Dia das Mães, Dia dos Pais, caminhadas de sensibilização e conscientização, soltura de balões em homenagem aos filhos que partiram cedo, como forma de eternizar a memória e o amor dessas crianças em suas famílias, de forma independente e gratuita.

Além disso, o instituto usa amplamente as mídias sociais, como o Instagram (@institutoamornoss), que conta com mais de 18 mil seguidores, para contribuir com a sociedade, abordando sobre o luto parental, que é um tema tabu na sociedade.

Os interessados no assunto podem acessar o link na bio do Instagram do instituto e entrar em contato, por WhatsApp, com os profissionais do Instituto Amor Nosso.

Fotos - João Viana/ Semcom

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem