Presidente Bolsonaro confirma lançamento de pré-candidatura neste domingo (27)

Brasil – O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou nesta sexta-feira (25), que vai lançar sua pré-candidatura à reeleição no próximo domingo, 27 de março.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Tá sendo divulgado na internet como eu tivesse cancelado nosso evento de domingo agora, que é o pré-lançamento da minha candidatura. Está mantido o evento aqui em Brasília, 10 da manhã, domingo. Vamos fazer a nossa parte, e o povo que decida”, declarou durante a cerimônia de lançamento de entregas do Programa Renda e Oportunidade.

Bolsonaro pede transparência do TSE

“Mas eu complemento, o voto tem que ser contado. Não podemos disputar uma eleição com a mínima suspeição de que algo esteja errado. E pode ter certeza, eu acredito que as eleições sejam limpas e confiáveis no corrente ano, e só podemos disputar as eleições dessa maneira. Muitos me acusavam de ser ditador, querer dar golpe. A gente tá fazendo exatamente o contrário do que nos acusavam”, continuou Bolsonaro.
Sarcasmo contra ministros

“Queremos eleições limpas, e tenho certeza que temos como colaborar com nosso prezado TSE, com nosso querido Alexandre de Moraes, nosso querido Barroso e Fachin para que isso aconteça. Eu tenho certeza que no fundo do coração deles, eles querem isso. E isso quer, no meu entender, grande parte da população brasileira. Vamos perder ou ganhar dentro das quatro linhas”, concluiu.

Convite nas rede sociais

Nos últimos dias, o PL e aliados de Bolsonaro divulgaram o evento, que acontecerá no Centro Internacional de Convenções do Brasil e será aberto ao público. O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente, publicou o convite nas redes sociais. “Você está convidado para a grande festa de lançamento da pré-candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República”, escreveu.

O partido, no entanto, anunciou uma mudança no formato do evento na última quarta-feira (23) e disse que a cerimônia seria agora um encontro da sigla para incentivar novas filiações. A decisão ocorreu para evitar problemas com a Justiça, já que a legislação só permite propaganda eleitoral a partir de 16 de agosto.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem