Sedecti participa de assinatura do Fundo Amazônia +10 durante evento da GFC Task Force

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), participou, na manhã da quinta-feira (17/03), da assinatura do Fundo Amazônia +10. A iniciativa foi desenhada no âmbito do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti) para promover a ciência, a tecnologia e a inovação na região da Amazônia.


O titular da Sedecti, Jório Veiga, frisou que o Amazônia +10 é uma iniciativa de uma série de programas voltados a atender as necessidades da Amazônia Legal, e enfrentar seus desafios do dia a dia.

“Para isso, as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) vão destinar recursos, e começamos com recursos da Fapesp-SP de R$ 100 milhões. Através dessa iniciativa, vamos nos reunir com outros grupos que queiram aportar, e a proposta é chegar aos R$ 500 milhões”, declarou o secretário.

Segundo Jório Veiga, o Consecti e o Estado vão lançar os editais para projetos visando o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

“Vai ter projetos ambientais é claro, mas vamos ter uma série de projetos voltados às ações específicas, àqueles problemas que atrapalham e que são barreiras para o desenvolvimento da região. O objetivo final é dar uma melhor condição de vida aos nossos amazônidas, dando mais renda, gerando mais empregos e resolvendo de uma vez por todas, alguns problemas que eles enfrentam no dia a dia”, avaliou.

Segundo Veiga, essas iniciativas serão apresentadas como resultado desses editais, e o Consecti é quem vai fazer a seleção desses projetos para atender às necessidades. “É o que nós chamamos de (iniciativas) mission-oriented, que são orientadas a missões específicas de resultado”, explica o secretário.

A secretária executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sedecti, Tatiana Schor, que foi a mediadora do painel “Conhecimento, Tecnologia e Inovação para a Conservação e Desenvolvimento”, no evento da GCF Task Force, na quinta-feira, assinalou a importância da iniciativa do Amazônia +10.

“O Fundo Amazônia +10 é de suma importância para financiamentos direcionados às instituições de CT&I que estão localizadas na região amazônica. Essa iniciativa vai alavancar a pesquisa oriunda dos Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTs) no estado do Amazonas e em todo o território, fazendo aumentar as redes de parcerias e de colaboração”, salientou a secretária executiva, que também mediou o painel sobre Governança Ambiental, Social e Corporativa (ESG, na sigla em inglês) na reunião do GCF.

FOTO: Arthur Castro/Secom

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem