Terceiro envolvido na morte de Melquisedeque é preso e confessa disparo fatal

O terceiro envolvido na morte do jovem indígena, Melquisedeque Santos Vale de 20 anos, confessou ter sido o autor do disparo fatal que atingiu a cabeça da vítima. Janderson Cabral Cidade também de 20 anos, foi preso na última quinta-feira (17).





Antes da prisão de Janderson, a polícia já havia prendido Lucas Lima de 24 anos, na última quarta-feira (16), responsável por apontar a arma e render o motorista do coletivo, e também Emerson de Souza Arévalo, de 24 anos, que foi preso no dia seguinte ao crime.
O assalto

O crime aconteceu no dia 16 de dezembro, na avenida Santos Dumont, na zona Oeste de Manaus, no fim da tarde, enquanto Melquisedeque, que era jovem aprendiz, retornava para casa depois de um dia de trabalho em uma loja de departamento, localizada na avenida Torquato Tapajós.

Segundo os relatos do motorista do coletivo, na época, os três envolvidos, que já estão todos presos, entraram vestidos de garis e anunciaram o assalto, apontando a arma para os passageiros. Melquisedeque não reagiu, mas mesmo assim foi atingido com um tiro na cabeça.

Portal Manaus Alerta

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem