Vereador mais votado de Barreirinha, João Vasconcelos, é denunciado por assédio sexual dentro da Câmara

Amazonas — Mesmo com veículos de comunicação Barreirinha tentando abafar o caso, em razão de ser ano político, vieram a público documentos que comprovam que o vereador João Vasconcelos, vereador mais votado em Barreirinha no último pleito, foi denunciado pelo Ministério Público à Justiça no último dia 25 de março, por ter praticado importunação e assédio sexual contra uma servidora da Câmara Municipal, crimes ocorridos nos anos de 2019 e 2020.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O Ministério Público pede a condenação do vereador em dois processos criminais, sendo um por importunação e outro por assédio sexual, com penas que podem chegar a até 5 anos de prisão.

A acusação se baseou em um áudio gravado pela própria vítima, onde o vereador oferece à ela ficar em casa sem trabalhar, com a condição de ser a sua amante, além do depoimento de uma testemunha que é sobrinha (sim, sobrinha) do vereador e recebeu dele o mesmo tipo de proposta.

Um colega de trabalho da vítima também prestou depoimento nas investigações, confirmando que ela reclamava da perseguição que sofria por parte do vereador, no horário de expediente.

A vítima também acusa o vereador de a ter beijado á força em pelo menos duas ocasiões, dentro da Câmara, o que fez ela procurar tratamento psicológico para superar o trauma.

Agora, conforme informações preliminares, o Ministério Público também estuda pedir a cassação do vereador na Justiça, pois seus atos atentam contra a moralidade administrativa e, provavelmente, a bancada de situação da Câmara, que é maioria, não irá querer julgá-lo por quebra de decoro parlamentar.

Os documentos foram obtidos no próprio sistema de processos da Justiça de Barreirinha e censuram o nome da vítima e das testemunhas para preservá-las.



Fonte: Portal CM7

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem