David Almeida lança operação 'Cheia 2022’ com Auxílio Aluguel de R$ 600

Com o objetivo de minimizar os danos causados pela alta no nível dos rios Negro e Amazonas, o prefeito de Manaus, David Almeida, realizou, nesta quarta-feira, 27/4, o lançamento da operação “Cheia 2022”.


O evento aconteceu na orla do Amarelinho, localizado no Educandos, zona Sul da capital. Entre os principais pontos destacados pelo gestor municipal estão o início do trabalho preventivo das secretarias nas áreas de risco já mapeadas nos anos anteriores e o aumento do Auxílio Aluguel, que desde janeiro passou de R$ 300 para R$ 600.

"Eu vivi e conheço bem esse problema da enchente. Antes do Prosamim, o Morro da Liberdade era um dos primeiros bairros a ser afetado pela alta do rio. Agora, estamos nos antecipando. Mesmo antes de chegarmos à cota severa, que é 29 metros, estamos iniciando o trabalho com todas as secretarias integradas. Dobramos o valor pago pelo Auxílio Aluguel, pois tínhamos dificuldade em convencer as famílias a deixarem suas residências, mesmo estando em risco, pois o valor era muito baixo. Em menos de um ano de gestão, conseguimos esse avanço e ainda ampliamos para quem precisa de ajuda para realizar alguma reforma. A gestão está de braços abertos e mãos estendidas para auxiliar todos os moradores que venham a ser atingidos pela cheia que se aproxima. Caso ela venha, estamos preparados", enfatizou Almeida.

De acordo com o monitoramento hidrológico do município, em 2022, Manaus deverá enfrentar uma cheia semelhante à do ano passado. Assim, a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg) estima que ao menos 4 mil famílias, de 19 bairros da capital e de comunidades ribeirinhas, deverão ser atendidas pela gestão municipal.

A estimativa da prefeitura é investir mais de R$ 4,8 milhões, em duas parcelas de R$ 600, com pagamento do Auxílio Aluguel para famílias prejudicadas pelas cheias neste ano.

Para David Almeida, a antecipação dos serviços preventivos serão fundamentais para que os danos à população sejam pequenos, uma vez que todas as secretarias já sabem como potencializar os atendimentos após a enchente histórica do ano passado.

"Geralmente, construíam as pontes quando a água já chegava nas comunidades. Agora, esse serviço já iniciou. A parceria entre todas as secretarias mostra que a prefeitura está unida e comprometida com a seriedade dos serviços oferecidos à população. O nosso compromisso é com o bem-estar da cidade de Manaus. Queremos trabalhar para minimizar os efeitos. Vale lembrar que todos os recursos que serão disponibilizados são próprios da Prefeitura de Manaus. Tudo está dentro do nosso orçamento. Estamos buscando a excelência em todos os serviços prestados pela nossa gestão", salientou o prefeito.

A operação tem a atuação conjunta das secretarias municipais da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), de Infraestrutura (Seminf), de Limpeza Urbana (Semulsp), de Saúde (Semsa), de Educação (Semed), de Comunicação (Semcom), Casa Militar, Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e o Fundo Manaus Solidária.

Fotos – Dhyeizo Lemos / Semcom

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem