Denúncia: peixes que deveriam ser entregues a população é desviado em troca de compra de votos. veja;


A revolta de grande parte dos populares da Zona Leste de Manaus, por não receberem o pescado da ação “peixe do prato solidário” do governo Wilson Lima, na distribuição de 8 toneladas de pescado no Campo do Teixeirão, bairro Jorge Teixeira, gerou uma grande confusão. 


Após toda repercussão do caso, uma denúncia anônima aponta o motivo da falta do alimento na hora da distribuição.

Segundo informações apuradas em um vídeo que circula em grupos de notícias do WhatsApp, o peixe que deveria ser entregue para o povo nesta terça-feira (12), estaria sendo levado para outro local, no conjunto Débora, bairro Dom Pedro I, Zona Oeste de Manaus, onde supostamente é localizado o escritório do deputado Saulo Viana.

Nas imagens , moradores da rua aparecem recebendo o peixe, que segundo narrado na filmagem, o pescado era distribuído na área em troca de votos. O desvio se trataria de um esquema envolvendo o deputado Saulo Viana.



Irregularidades

O referido deputado Saulo Viana, já esteve envolvido nos crimes dos artigos 299 e 309 do Código Eleitoral, que tratam, respectivamente, da compra de voto, sendo preso pela polícia federal

Em 2020, o deputado também foi alvo de busca e apreensão na Operação Ponto de Parada da Polícia Federal por fraude em licitação para fornecimento de transporte escolar no município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros da capital).

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem