Homem diz que espancou adolescente porque a vítima teria jogado ovo em sua casa

Victor de Sales Batista, 27 anos, confirmou em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) nesta quarta-feira (27) que agrediu a chutes um adolescente de 14 anos, e acusou.


Ele compareceu à delegacia acompanhado de um dos advogados e disse que teria desavença com o garoto há um ano que o adolescente teria jogado ovo em sua casa.

Guilherme Alves, defensor que acompanhava o suspeito, afirmou que Victor não nega os fatos. “O menor chegou, inclusive, a ameaçá-lo de morte, que ele ou o irmão o matariam, jogaram ovo na casa do Victor. Inclusive, no dia dos fatos, chegou a jogar um ovo lá dentro, antes do ocorrido”, disse o advogado.

Victor informou aos policiais que toma medicação controlada por sofrer de depressão e ansiedade. No dia do espancamento, saiu para caminhar, encontrou o adolescente na rua e se desentendeu com ele. Ele teria dito que está arrependido e que perdeu o emprego em decorrência das agressões.

A polícia apura o caso como ameaça, injúria e lesão corporal, considerados de menor potencial ofensivo. Por isso, Victor não foi obrigado a depor. A defesa da vítima pede à polícia que o caso seja tipificado como tentativa de homicídio por motivo fútil. Atualmente, os policiais tratam a ocorrência como lesão corporal leve.

Sobre o caso

O adolescente de 14 anos foi agredido por Victor na tarde de sábado (23), na quadra esportiva da 3ª Avenida da Vila Nova Divinéia, no Núcleo Bandeirante. O homem é vizinho da vítima. A movimentação foi gravada por uma outra criança que estava na quadra no momento do espancamento.

No vídeo é possível ver Victor desferindo diversos chutes contra o corpo da vítima. A criança que grava as cenas pede “socorro”, enquanto o menino agredido se encolhe no chão, numa tentativa de proteger a cabeça dos golpes.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem