Hospital Delphina Aziz inicia humanização do atendimento infantil com projeto Aventura no Parque Magnífico

O Hospital Delphina Aziz, unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), desenvolveu o projeto de humanização Aventura no Parque Magnífico, para atendimento do público infantil que precisa realizar exames de tomografia computadorizada e ressonância magnética. Os exames são as principais formas de análise para diagnóstico médico por imagem e também os mais temidos pelos usuários, especialmente as crianças, que, muitas vezes, precisam ser sedadas para que o processo seja realizado.


Vendo essa necessidade, a equipe assistencial do hospital desenvolveu um atendimento especializado para o público infantil. O início do projeto de humanização ocorreu por meio da instalação de uma televisão com programas e desenhos. Logo depois houve a implantação dos desenhos impressos para colorir, transformando o tempo de espera para a realização dos exames mais divertida e agradável. Os pacientes também recebem um Certificado de Coragem após a realização do exame.

Na manhã da quinta-feira (14/04), foi a vez da implantação da “Tomozinha”, uma réplica em tamanho infantil de um tomógrafo, a fim de simular a realização do procedimento de forma criativa e lúdica.

Para Thiago Python, diretor da OZN, do Grupo Opy Health, empresa gestora de serviços não assistenciais do hospital, essa é a melhor forma de habituar as crianças ao processo.

“A gente pensa ‘o que mais pode trazer medo? É o desconhecido. Então vamos treinar e mostrar para as crianças o que elas vão passar no exame de tomografia e ressonância, para quando chegarem ao exame real não terem tanta dúvida, medo”, afirma o diretor.

De acordo com a coordenadora do Setor de Atendimento Diagnóstico Terapêutico (SADT), enfermeira Ana Paula Paiva, o projeto visa fortalecer a humanização no processo integral de atendimento ao paciente infantil, a fim de reduzir a necessidade de sedação para a realização dos exames.

“A equipe assistencial atua para tranquilizar os pacientes por meio de um bate-papo, que carinhosamente é chamado de ‘Papoterapia’, de forma que eles consigam realizar o exame de imagem sem passarem pela sedação. Nas salas onde os exames são realizados já existe uma estrutura com um painel backlight no teto, com tratamento arquitetônico para simular uma fachada de vidro com vista de copas de árvores típicas da Região Norte do Brasil”, disse Ana Paula.

De acordo com o diretor executivo do Complexo Hospitalar Zona Norte (CHZN), José Luiz Gasparini, o projeto Aventura no Parque Magnífico dá continuidade às ações de melhoria e fortalece o atendimento humanizado ao público infantil.

“O projeto é voltado a humanização, sempre ligado ao nosso lema que é o ‘Respeito à Vida’. Esse é um trabalho que já vendo sendo feito pela equipe do SADT, nessa questão principalmente com as crianças, proporcionando um momento mais tranquilo, e isso veio com essa questão de trazer uma tomo em miniatura para que a criança simulasse o que iria acontecer com ela, para ela perder o medo”, contou.

Os pacientes aprovaram as ações. Caso de Liliane Serrão, de 35 anos, que levou seus dois filhos, de 3 e 11 anos, para realizar ressonância, e disse que o atendimento serviu para acalmar as crianças. “Eu achei bom, é a primeira vez que eles vão fazer esse exame, eu estava um pouco nervosa, mas depois me acalmei. O projeto influencia para acalmar a criança, eu gostei”, relatou.

Estrutura – O Hospital Delphina Aziz se tornou a primeira unidade pública do estado do Amazonas a aplicar a técnica de simulação de ambientes, para conforto dos pacientes.

A unidade possui um parque tecnológico com equipamentos de alta, média e baixa complexidade, entre eles aparelhos de tomografia, ressonância magnética, radiologia, ecocardiograma, equipamentos de ultrassonografia, mamografia, que estão entre os exames mais demandados pela população.

INDSH – O Complexo Hospitalar Zona Norte está sob gestão do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH) desde abril de 2019. O complexo é formado por duas principais unidades de saúde da capital amazonense, o Hospital Delphina Aziz, que é referência para tratamento da Covid-19, e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campos Salles.

OZN – A concessionária é responsável por todo investimento necessário na infraestrutura e demais serviços não clínicos oferecidos no Hospital Delphina Aziz. A concessão foi adquirida em janeiro de 2020.

FOTOS: Rodrigo Santos/SES-AM

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem