Médico de 67 anos, suspeito de favorecimento à prostituição é solto pela justiça

 Manaus – O médico de 67 anos que havia sido preso em flagrante, nessa quarta-feira (6), suspeito de favorecimento à prostituição de uma adolescente de 16 anos, teve a prisão relaxada pela justiça.

 A decisão foi proferida pela juíza Themis Lourenço, que alegou ilegalidade no ato da prisão do suspeito.

Segundo a magistrada, no auto de prisão em flagrante do médico não havia indícios suficientes do estado de flagrância, além da ausência de formalidades essenciais no documento até momento da realização da audiência de custódia, que ocorreu por volta das 17h25 de quarta.

Entenda o caso


Segundo a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Joyce Coelho, o suspeito já estava sendo investigado há dois meses, quando chegaram ao conhecimento da polícia diversas denúncias informando que ele levava várias garotas para o local.


Após receber informações de que o homem estava com uma adolescente no local, a polícia montou campana nas proximidades da casa e conseguiu prendê-lo. Ao ser detido, o médico e a vítima negaram o crime. Ele contou que menina foi chamada para fazer faxina na residência, mas depois a vítima disse que também recebia para manter relações com o suspeito.


Fonte: Portal CM7 

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem