Prefeitura de Manaus atende 700 pessoas em mutirão de atualização do CadÚnico

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), realizou, nesta quinta-feira, 21/4, feriado de Tiradentes, um novo mutirão de atualização do Cadastro Único na capital, desta vez na sede da Semasc, localizada no Centro, atendendo famílias referenciadas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) das zonas Norte e Leste da cidade.


Aproximadamente 700 pessoas foram convocadas para a ação. As famílias atendidas estavam com o serviço agendado para os próximos meses e a medida tem a finalidade de reduzir esse tempo de espera. Manaus tem 281 mil famílias inseridas no Cadastro Único, sendo que mais de 134 mil recebem o Auxílio Brasil.

“O nosso objetivo é alcançar todas as 80 mil famílias que precisamos atualizar (o cadastro), então nós estamos nos organizando em mutirões por toda a cidade, chamando beneficiários de todas as áreas e cadastrando os que ainda não possuem inscrição”, conta Jane Mara Moraes, secretária da Semasc.

Para a gestora, a atualização do Cadastro Único é essencial para a assistência dessas famílias, não apenas por garantir o acesso ao Auxílio Brasil, “carro chefe” dos programas sociais, mas por garantir inúmeros outros benefícios, como a redução da tarifa de água, realizada em parceria com a Águas de Manaus, por exemplo

Após um período de dois anos de “sufoco”, Andrea Farias, 45 anos, e Andressa Maria, 22 anos, ao serem atendidas durante a manhã, reforçaram a importância de ações sociais para a população em estado de vulnerabilidade social.

“Com a pandemia, todo mundo ficou desempregado, sem uma renda, então está muito difícil. Por enquanto ainda há poucos empregos, por isso a necessidade de vir atrás do benefício”, destaca Andressa.

“As coisas ainda não estão normais, então é uma boa que o governo municipal está disponibilizando essa ajuda”, completa Andrea, em seguida.

A diretora de Área de Proteção Social, Lilian Gomes, destaca as dificuldades enfrentadas pela assistência social na cidade durante o período de pandemia e a importância da retomada de ações de grande porte.

“Esses últimos dois anos foram muito complicados para nós. Não paramos em momento algum, mas muita coisa se arrefeceu, então agora temos a oportunidade de atender todos aqueles que possuíam informações paradas no cadastro. É uma forma de garantir o direito de serem atendidos naquilo que precisam”, conta.

Cras

A inscrição no Cadastro Único é realizada presencialmente nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) por meio de agendamento prévio. Ao todo, Manaus conta com 20 dessas unidades, administrados pela prefeitura, por meio da Semasc, que funcionam de segunda à sexta, das 8h até às 17h.

Fotos - Antônio Pereira / Semcom

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem