Prefeitura de Manaus inaugura exposição ‘Fragmentos’ com a presença de alunos da Semed

Para estimular as práticas de conhecimento ambiental e a produção artística, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com o Exército brasileiro, abriu ao público, nesta terça-feira, 5/4, a exposição “Fragmentos”.


As peças, que foram produzidas pela professora e artista plástica Eliana Chaves, que utilizou materiais reciclados, estão expostas no espaço das Ocas do Conhecimento Ambiental, nas dependências do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), no bairro São Jorge, zona Oeste, e podem ser apreciadas até o dia 6/5.

A exposição abriu a temporada 2022 de visitas presenciais ao espaço, que estava há dois anos suspenso. O subsecretário de Gestão Educacional, Carlos Guedelha, mencionou sobre os benefícios das atividades artísticas voltadas às práticas educacionais.

“Um evento como esse é muito significativo, porque estamos fazendo uma aliança entre a educação e a arte. O processo artístico nos possibilita reinventar a vida e refletir sobre os nossos procedimentos, o nosso estado do mundo. Assim a educação caminha de forma muito mais produtiva e vantajosa para todos”, enfatizou.

A coordenadora-geral da Ocas do Conhecimento, Erica Amorim, explicou sobre a atuação desse espaço. “A Ocas Cigs é um espaço que respira meio ambiente e educação ambiental. Então ter esse apoio do Exército brasileiro, junto à Semed, é de grande importância não só para os nossos alunos da rede, mas para todos os visitantes que aqui frequentam esse zoológico”, declarou.

A professor Eliana Chaves destacou que o processo de produção artística passa pela idealização, desenho, até chegar à produção.

“Essa exposição é justamente para mostrar as diversas possibilidades de reutilização dos resíduos na arte. Então é uma grande alegria estar aqui, porque nada melhor que a educação para propor caminhos aos alunos de como eles podem se desenvolver como cidadãos, em respeito ao meio ambiente na construção de um mundo melhor”, disse.

Os estudantes da escola municipal Carlos Gomes, localizada no bairro Compensa, zona Oeste, prestigiaram a abertura da exposição. Uma das participantes foi a aluna do 5° ano, Lara Eduarda, que falou sobre a positiva receptividade do ambiente.

“Esse é um lugar muito calmo, tranquilo e legal. Gosto muito de ver os animais, a natureza, achei muito incrível e muito bonita a exposição, assim a pessoa mostra o seu talento pela arte", afirmou.

Na ocasião, também houve um momento de oficinas dinâmicas voltadas aos alunos participantes para ensiná-los sobre as técnicas na produção artística.

Visitas

Para conhecer a exposição “Fragmentos”, os interessados podem ir ao Cigs, no horário de 9h às 16h, de terça a sexta-feira. A entrada para visitar o espaço é gratuita aos alunos da rede municipal de ensino, porém é necessário realizar o agendamento por meio do contato (92) 98842-1245 ou pelo endereço eletrônico ocasdoconhecimentoambiental@gmail.com.

Conceito

A idealizadora da exposição, Eliana Chaves, criou as obras a partir de estudos e pesquisas sobre o reaproveitamento de resíduos sólidos na arte, por meio do conceito contemporâneo “Upcycling”, que significa a reutilização de elementos que seriam inutilizados. Ela utiliza elementos da paisagem e cultura amazônicas, propondo uma reflexão mais profunda sobre questões importantes no contexto atual. A artista utilizou tramas, costuras, emendas, mosaicos, soldas e colagens, que foram transformados em 11 peças com lonas de banner vinílicos, quadros, folhas e adereços.

Fotos - Thaís Araújo / Semed

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem