Prefeitura promove ato em alusão ao Mês do Autismo

Apesar da forte chuva que caiu sobre a capital do Amazonas, na manhã deste domingo, 17/4, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) realizou, na Ponta Negra, zona Oeste, um ato com soltura de balões azuis em alusão ao mês de conscientização do autismo. 


Estiveram reunidos servidores da secretaria e do Espaço de Atendimento Multidisciplinar ao Autista Amigo Ruy (Eamaar), além de mães e crianças atendidas pela unidade.

Desde o dia 1º de abril, aconteceram diversos eventos com o objetivo de alertar a sociedade para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que foi estabelecido em 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para ajudar a acabar com o preconceito e discriminação que cercam as pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

“Hoje nós iríamos realizar uma grande caminhada, mas a forte chuva acabou atrapalhando. A nossa programação tem acontecido em diversos espaços, sempre procurando discutir a importância das políticas públicas da gestão do prefeito David Almeida, para o atendimento aos autistas e levando a informação sobre a importância do diagnóstico precoce. A inclusão ainda é um ponto importante a ser tratado em todos os ambientes que os autistas convivem. Por isso, o tema deste ano do Dia Mundial de Conscientização do Autismo é 'lugar de autista é em todo lugar'”, declarou a secretária da Semasc, Jane Mara Moraes.

No Eamaar, uma equipe multidisciplinar com pediatra, psiquiatra, neuropediatra, dentista, psicólogos, psicopedagogos, educador físico, serviço social, enfermagem, fisioterapia e enfermagem são os responsáveis pelos atendimentos de crianças e adolescentes autistas até 14 anos.

“Por meio da Semasc, junto com as secretarias municipais de Saúde (Semsa) e de Educação (Semed), estamos conseguindo levar atendimento às crianças e adolescentes. Em apenas um ano, mais que dobramos o número de atendimentos realizados nas nossas unidades. Saltamos de pouco mais de 2.230 crianças em atendimento para 4.680. Conseguimos zerar a fila para identificação do autismo e o trabalho tem sido intenso, para proporcionar o melhor atendimento para os nossos pacientes”, afirmou o diretor do Eamaar, Alexandre Mascarenhas.

Fotos – Divulgação / Semasc

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem