Alunos de Letras da UEA em Tabatinga realizam exposição sobre Semana de Arte Moderna

Em comemoração ao centenário da Semana de Arte Moderna, acadêmicos do curso de Letras do Centro de Estudos Superiores de Tabatinga da Universidade do Estado do Amazonas (CESTB/UEA) irão realizar a exposição “O Último Brasil” na segunda-feira (16/05), às 19h30, na sede da unidade.


A exposição é uma reflexão crítica sobre o Modernismo e o sistema literário brasileiro e busca apresentar ao público as manifestações artísticas e culturais amazonenses, em especial de Tabatinga e de seu povo.

No ano de 2022 celebram-se os 100 anos da Semana de Arte Moderna, marco histórico e literário brasileiro que ocorreu em São Paulo. A “Semana de 22”, como ficou conhecida, transformou os paradigmas estéticos da arte brasileira, rompendo com a tradição vigente e inaugurando a vanguarda modernista no país.

A partir dessa e de outras questões discutidas na turma de Literatura Brasileira III, os alunos do curso de Letras do CESTB, sob a orientação da professora Gabriela Fernandes, construíram a mostra “O Último Brasil: exposição, performance e literatura”.

A exposição busca trazer discussões a respeito das manifestações culturais e artísticas amazonenses, como o Clube da Madrugada, e tem como objetivo principal apresentar e valorizar as produções tabatinguenses e seu povo. Tabatinga é um dos maiores municípios do Alto Solimões e faz parte da tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Além da mistura de povos advinda dessa relação com os outros países, a cidade conta com presença marcante de etnias indígenas, como Magüta (Ticuna) e Kokama.

Pensando na valorização das diversidades encontradas em Tabatinga, os alunos irão proporcionar, durante a exposição, a divulgação de livros de autores da região, recital de poesias, apresentação de artistas locais e performance da Onça, ritmo/dança típico da região.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem