‘Carreta da Defensoria’ é inaugurada com mutirão de atendimentos na zona leste

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) inaugurou a “Carreta da Defensoria”, ao lado do shopping Phelippe Daou (Shopping T4), na zona leste, nesta segunda-feira (16/05).


Durante todo o dia, centenas de pessoas compareceram ao local em busca de auxílio jurídico. Os atendimentos seguem até terça-feira (17/05), das 8h às 17h.

Ao lado de autoridades, o defensor público-geral, Ricardo Paiva, afirmou que a carreta foi feita para servir a população e tornar a DPE cada vez mais próxima dos assistidos. “Nós estamos aqui para prestar um serviço de qualidade. Que a nossa carreta represente mais cidadania, acesso à justiça e resolutividade na vida de todos os amazonenses”, afirmou.

Participaram do evento o controlador-geral do Estado, Otávio Gomes, o procurador-geral de Justiça, Alberto Nascimento Júnior, e o subsecretário municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal, Wanderson Costa.

De acordo com o coordenador do programa Defensoria Itinerante, defensor público Danilo Germano, o projeto visa estar mais perto da população de baixa renda, como é o caso do peixeiro José Gama Azevedo, 21. Ele ficou sabendo da ação e chegou ao local bem cedo, para resolver a questão da pensão alimentícia do filho de 2 anos.

“Eu vinha pagando a pensão por conta própria, mas a mãe da criança não queria aceitar porque eu só consigo pagar por quinzena. Então, eu precisava resolver isso para não ter problemas futuros. Minha mãe me falou dessa ação e eu vim pra cá. Graças a Deus, estou saindo feliz porque consegui o que queria e ainda vou conseguir entrar com o pedido de guarda compartilhada”, contou.

O aposentado Dídimo Pereira, 72, também saiu com uma resposta positiva, após ser ouvido em um dos guichês da carreta. Há 25 anos, ele paga pensão para um dos filhos, fruto de um rápido relacionamento que teve no passado, mas devido às atuais condições financeiras e ao fato do rapaz já ter atingido a maioridade, ele gostaria de encerrar o pagamento.

“Fui bem atendido. Há anos que eu tento resolver essa situação e nunca conseguia. Mas agora, a Defensoria ouviu o meu caso e estou saindo daqui encaminhado”, afirmou. No caso dele, a DPE vai ingressar com uma ação de exoneração de alimentos.

Próximos passos – A carreta da Defensoria conta com 10 guichês de atendimentos simultâneos. Nela, o assistido não precisa realizar o agendamento prévio pelo 129, mas o atendimento acontece por ordem de chegada, das 8h às 17h. As atividades vão seguir até esta terça-feira (17/05), podendo ser estendido conforme a demanda.

Ainda de acordo com o defensor Danilo Germano, os atendimentos realizados na carreta, no shopping Phelippe Daou, vão servir como termômetro para iniciar um cronograma de atendimentos em outras áreas da capital e da Região Metropolitana.

Sobre a carreta – Com 15 metros de comprimento e aproximadamente 60 metros quadrados de área útil, a unidade móvel é climatizada e possui acessibilidade, com elevador para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, banheiro com barras de apoio para cadeirantes e alarme de emergência audiovisual.

Internamente, o veículo conta com ampla estrutura, podendo ser utilizado com 10 estações de atendimento; sala de espera para 12 pessoas; sala privativa de audiência/conciliação; e internet.

FOTOS: Evandro Seixas/DPE-AM

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem