COVARDIA! Mulher grávida é agredida por quatro pessoas na Zona Leste de Manaus; VEJA VÍDEO

DA REDAÇÃO BLITZ AMAZÔNICO

O descaso na segurança pública verificado na gestão do Governador Wilson Lima (União Brasil) permite que organizações criminosas se infiltrem na sociedade, principalmente nas comunidades mais carentes, e estabeleçam suas regras e julgamentos nada convencionais.


A população Manauara está assustada com os elevados índices de violência e a sensação é que a criminalidade está dando um tapa na cara da sociedade nesse governo que segue sem rumo e totalmente desgovernado.

A redação do PORTAL BLITZ AMAZÔNICO recebeu um vídeo que está viralizando nas redes sociais onde mostra em alguns segundos que a bandidagem está cada vez mais invadindo a periferia de Manaus e ditando regras, um exemplo disso é que criminosos decidem como fazer o julgamento final dos seus desafetos.

Geralmente, os meios utilizados por essas facções para fazer a sua justiça são por intermédio da violência, sofrimentos e dores que os que erram pagam pelos seus erros.

Nas imagens que está sendo compartilhado em grupos de WhatsApp, nesta sexta-feira (13), é possível ver o exato momento que uma mulher grávida é covardemente agredida por grupo de quatro pessoas, composto por duas mulheres e dois homens.

Segundo informações que chegaram a redação, o flagrante teria sido feito por moradores na Avenida Rio Negro, no bairro Mauazinho, Zona Leste de Manaus.

As cenas causaram indignação na população Manauara tamanha crueldade dos agressores que deram socos e chutes na vítima que já estava caída no chão. A barbárie chegou a tal ponto que um dos agressores com uma faca na mão chega a arrastar a grávida pelos cabelos em plena via pública.

Não foi informado sobre a motivação das agressões e nem mesmo o estado de saúde da grávida de 3 meses e seu bebê. Não demorou muito e passou a circular nas redes sociais outro vídeo onde mostra os agressores sendo “disciplinados” pelo chamado tribunal do crime.

LEI MARIA DA PENHA

A Lei Maria da Penha possibilita que agressores de mulheres no âmbito doméstico e familiar sejam presos em flagrante ou tenham prisão preventiva decretada. Com essa medida, os agressores não podem mais ser punidos com penas alternativas, como o pagamento de cestas básicas, por exemplo, como era usual. 

VEJA TAMBEM:



A lei também aumenta o tempo máximo de detenção de um para três anos, estabelecendo ainda medidas como a saída do agressor do domicílio e a proibição de sua proximidade com a mulher agredida e os filhos.

MOMENTO DO POVO AMAZONENSE DAR A RESPOSTA

Quando o povo foram as urnas e elegeu o novo e para fazer a diferença, diferença essa vivida e falada diariamente no programa matinal apresentado por Wilson Lima que na época com uma câmara e microfone sabia como consertar as mazelas da sociedade

Agora percebemos e entendemos que existe uma grande diferença entre dar a canetada e falar em um microfone na frente da TV.

O programa sensacionalista aproveita da deficiência das pessoas em conhecimento para enganar e chegar ao poder através de sua popularidade.

Enquanto essa tormenta não passa fica a reflexão: quando será que os amazonenses terão ou viverão em um Amazonas livre da violência, do desemprego, das mazelas sociais e poderão dizer que tem um "Porto Seguro" com águas calmas?






1 Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postar um comentário

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem