Mulher faz festa de ‘descasamento’ para evitar multas após fim de noivado

A servidora pública Kallynca Carvalho dos Santos, de 29 anos, resolveu fazer uma festa de “descasamento” para fugir das multas de rescisão após cancelar seu casamento. A sete meses do evento, a jovem e o noivo terminaram o relacionamento de 13 anos. 





Para não ficar com um prejuízo tão grande, Kallynca resolveu fazer uma festa à fantasia, com convites à venda por R$ 200. De acordo com a jovem, caso cancelasse as reservas ela teria que pagar multa de 40% sobre o valor total, além de arcar com “despesas, honorários de profissionais, taxas de administração, lucros cessantes, perdas e danos, custos e gastos já firmados” para a execução dos serviços contratados.

O casamento estava marcado para o dia 21 de maio, em um salão de festas que simula um castelo, em Colombo (PR), e 200 pessoas haviam sido convidadas. Conforme Kallynca, o local havia sido alugado pelo avô dela.

“Meu avô me criou, e ele e minha mãe queriam fazer para mim um dia de princesa. Minha mãe me falou que os dois tinham dado um jeito para realizar meu sonho. Logo depois, meu avô faleceu. Então, não tive como compartilhar essa alegria com ele”, contou ao G1.

Até agora, dos 200 convites disponíveis para a festa a fantasia, 50 foram vendidos. “Não foi a parte do dinheiro em si, mas fiquei pensando que eu deixaria em aberto algo que meu avô deixou para mim. Não acho justo eles tentarem realizar um sonho meu e eu ter desistido”, explicou.

Sobre o término do relacionamento, a jovem explicou que o casal decidiu terminar pacificamente. “Foi um momento em que nós dois crescemos juntos. Foi um término tranquilo, concordamos que não estávamos mais funcionando como um casal. No momento não é fácil, mas chegamos juntos em um consenso”, afirmou.


As informações são do G1.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem