PADRE PERDEU O JUÍZO! Revoltado com furto na igreja, religioso atropela suspeito e foge sem prestar socorro; VEJA VÍDEO

Um fato inusitado chamou a atenção dos moradores da pacata cidade de Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo, depois que câmaras de segurança flagraram um homem sendo atropelado após furtar alguns objetos da igreja paroquial.


Conforme informações prestadas pela Polícia Civil, o motorista do veículo é um padre que fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

Nas imagens é possível ver o suspeito correndo de blusa azul quando é surpreendido por um carro branco que sobe a calçada e atinge o indivíduo arremessando para dentro de um imóvel. Na sequência do vídeo é possível ver o veículo saindo de ré, sem prestar socorro, com a parte da frente toda danificada.

Conforme o boletim de ocorrência, o carro branco que foi flagrado pelas câmeras de segurança pertence à paróquia da cidade e o motorista seria um padre, que testemunhou o suspeito furtando objetos da igreja e durante a fuga deu início a perseguição.

Ainda de acordo com a polícia, o frei Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, apontado como o motorista que atropelou Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, tem habilitação, porém está vencida desde fevereiro de 2020.

A Polícia Civil chegou a pedir a prisão preventiva do religioso, mas foi negado pela Justiça, uma vez que o Ministério Público havia recomendado o indeferimento do pedido no mesmo dia.

Na sua decisão o magistrado do caso, Pedro de Castro e Sousa justificou que, embora haja gravidade na conduta, a Justiça entende que o suspeito do atropelamento não oferece risco à sociedade, e que os advogados de defesa não têm se furtado em ajudar nas investigações.

"Não há indícios de possível reiteração delitiva ou de que o investigado se furtará a aplicação da lei penal, sendo possível a sua manutenção em liberdade neste momento, com o consequente indeferimento do pleito policial", justificou o juiz na decisão.

Por meio de nota divulgado pela diocese, informou que o frei Gustavo "foi afastado de suas funções religiosas e se encontra disponível para livremente cooperar com a Justiça".

Ainda conforme a igreja, o padre está arrependido pelo ato e pede orações pela saúde do homem atropelado. Por meio de nota divulgado pela diocese, informou que o frei Gustavo "foi afastado de suas funções religiosas e se encontra disponível para livremente cooperar com a Justiça".

Ainda conforme a igreja, o padre está arrependido pelo ato e pede orações pela saúde do homem atropelado.


Imagens / Video / TV A Critica

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem