PC-AM deflagra ação e prende dois indivíduos e apreende 700 quilos de mineral semiprecioso

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), prendeu em flagrante, no domingo (08/05), dois homens de 42 e 43 anos, pela prática do crime de usurpação de patrimônio da união e extração ilegal de minerais, caracterizado como crime ambiental.


A prisão ocorreu em uma embarcação às margens do Rio Negro e contou com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-Am).

O delegado-geral adjunto, Bruno Fraga, enfatizou que a PC-AM atua para combater toda e qualquer prática criminosa, inclusive crimes ambientais, que ameacem a preservação da natureza amazônica.

De acordo com o delegado Rafael Guevara, adjunto do DRCO, as diligências iniciaram após as equipes receberem denúncia anônima a respeito de uma suposta transportação de mineral semiprecioso.

“O material estava vindo do município de Santa Isabel do Rio Negro (a 630 quilômetros de Manaus), em uma embarcação. A abordamos nas proximidades da Vila de Paricatuba e constatamos que havia cerca de 700 quilos de um mineral semiprecioso, avaliado em, aproximadamente, R$100 mil”, disse o delegado.

Guevara falou, ainda, que, ao serem questionados, os indivíduos relataram que o material seria vendido e, com a prática, eles receberiam, no total, cerca de R$43 mil.

Procedimentos – Os homens responderão por usurpação de patrimônio da união e extração ilegal de minerais, caracterizado como crime ambiental e ficarão à disposição do Poder Judiciário Federal.

FOTOS: Erlon Rodrigues/PC-AM

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem