Polícia Militar detém cinco homens por crime ambiental, em ações em Manaus e Iranduba

Em ações distintas, policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) detiveram, na quinta-feira (26/05), cinco homens, sendo um de 26 anos e outros quatro de idades não informadas, por crime ambiental de supressão vegetal sem Licença de Operação e transporte de madeira ilegal. Os casos ocorreram na zona norte de Manaus e na rodovia Carlos Braga, que liga a rodovia Manoel Urbano a Iranduba (a 27 quilômetros da capital).


Por volta das 14h50, a equipe da viatura 1999 recebeu denúncia relatando possível ocorrência de crime ambiental na avenida Max Teixeira, zona norte. Ao chegar ao local, os militares constataram a prática de supressão vegetal e terraplanagem em uma área de Unidade de Preservação Permanente (UPP).

Os quatro envolvidos não apresentaram Licença de Operação. Foram apreendidos uma retroescavadeira, três motosserras, um terçado e um machado. A ocorrência foi registrada na Delegacia do Meio Ambiente (Dema).

Outra ação resultou na prisão de um homem, de 26 anos, na rodovia Carlos Braga. Ele conduzia um caminhão Mercedes Benz, de cor branca, placa JXB-1249, com aproximadamente 15m³ de lenha sem Documento de Origem Florestal (DOF). O material foi avaliado em R$ 15 mil. O infrator foi conduzido ao 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Crime ambiental

O Comando e o Batalhão Ambiental orientam a todos que cortar árvores em áreas de preservação sem a devida licença configura crime ambiental, sujeitando seu(s) autor(es) às penalidades previstas na Lei de Crimes Ambientais. O mesmo se aplica a quem vende, transporta, guarda ou expõe para a venda madeira serrada, sem a devida licença.

Denúncias

A Polícia Militar orienta à população que informe imediatamente ao tomar conhecimento de ações criminosas, por meio do disque-denúncia 181, ou do 190.

FOTOS: Divulgação/PMAM

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem