Prefeitura de Manaus alinha parceria para consultoria de micro e pequenas empresas

Com intuito de fomentar a capacitação de empreendedores e enriquecer a qualidade de pequenas empresas da capital amazonense, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), alinhou uma parceria com a SBSantiago Consultoria empresarial Eireli, para ofertar mentoria a microempreendedores locais.


O objetivo da parceria visa implementar o projeto “Maturity Game 4.0″, que tem a iniciativa de envolver as boas práticas de gestão, produtividade e digital, por meio de uma plataforma gamificada, direcionada aos pequenos e médios empreendedores. A consultoria vai ocorrer no Casarão de Inovação Cassina, na rua Bernardo Ramos, no Centro Histórico, em data ainda a ser definida.

“Essa parceria entre a SBSantiago Consultoria Empresarial e a Prefeitura de Manaus, por meio da Semtepi, visa fomentar ainda mais a cultura empreendedora na cidade de Manaus, oferecendo uma ferramenta moderna e eficaz, onde muitas empresas pagam caro por um diagnóstico que as direcione no caminho do sucesso”, destacou o diretor de Planejamento e Empreendedorismo da Semtepi, Raymar Prado.

De acordo com o desenvolvedor do projeto, o professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Sandro Breval, a importância dessa parceria também visa o alcance de mais micro e pequenas empresas que estão crescendo na região e reforçar os itens anteriores a partir de um “jogo”.

“Nós estamos focados nas pequenas empresas que esse projeto vai proporcionar um diagnóstico muito interessante e uma espécie de simulação das boas práticas, ou seja, vão entender sobre quais boas práticas que de fato impactam sua organização e obviamente pela própria capacitação. Então eu acho que nós poderíamos dizer que os benefícios trarão, além da capacitação, o conhecimento dessas micro e pequenas empresas para melhoria dos seus processos. A importância da Prefeitura de Manaus, nesse momento, é de buscar essa ferramenta para viabilizar obviamente o conhecimento para melhoria dessas empresas”, explicou Sandro.

Etapas

As etapas do projeto são divididas em três fases: na primeira fase acontece a capacitação na qual o usuário tem a possibilidade de aprender mais sobre aspectos de maturidade e prontidão, além das boas práticas difundidas pela associação. No final desta etapa ele faz um teste de conhecimento.

Na etapa seguinte começa a interação com o jogo, utilizando um diagnóstico considerando o portfólio da empresa, as operações, estratégia, modelo de negócios, logística e pessoas.

Já na última etapa inicia as simulações, ou seja, o usuário pode escolher ou combinar as boas práticas e verificar seus impactos na empresa de forma on-line, com base no diagnóstico e características de cada uma. Por exemplo: ele consegue visualizar o impacto dos 5S nas variáveis da empresa. “No final do jogo, a empresa e o usuário terão um diagnóstico além de uma visão de impacto das boas práticas com atestado de participação”.

Fotos – Valdo Leão / Arquivo Semcom

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem