Preso homem investigado por pelo menos 10 homicídios, em Manaus

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), deflagrou, na terça-feira (10/05), por volta das 17h, ação policial que resultou na prisão de Paulo Ramos Selen Xaud, de 24 anos, conhecido como “Cara de galinha”, por envolvimento em pelo menos 10 homicídios ocorridos em Manaus. A prisão ocorreu no bairro Aleixo, zona centro-sul da capital. 




A operação contou com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM) e da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (11/05), na sede da DEHS, no bairro Jorge Teixeira, zona leste da cidade, o delegado Ricardo Cunha, titular da unidade especializada, destacou que as equipes da DEHS trabalham diuturnamente para elucidar casos violentos ocorrido no estado, bem como para dar uma resposta e mais segurança à população amazonense.

“Essa prisão é reflexo desse trabalho, pois esse indivíduo é de alta periculosidade e envolvido em muitos crimes aqui no estado. Agora ele está preso e vai responder pelos delitos cometidos. Ressalto que o trabalho da Polícia Civil não para”, enfatizou Cunha.

Conforme o delegado Daniel Antony, adjunto da DEHS que responde pela zona norte da cidade, o indivíduo é apontado como autor do homicídio do dono de uma marmoraria, identificado como Daniel Gomes Bezerra, que tinha 42 anos, e foi morto a tiros no dia 16 de dezembro de 2020, na avenida das Flores, bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus.

“Paulo está sendo preso por participação no homicídio desse empresário. A hipótese que temos é que ele teria apenas sido contratado para cometer o crime”, relatou Antony.

Ainda conforme a autoridade policial, o indivíduo é considerado de alta periculosidade e é investigado por pelo menos outros 10 homicídios em todas as zonas de Manaus, somente na zona norte, ele é apontado como autor e coautor em quatro.

“Além de homicídio, ele já possui passagem pela polícia por roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. O mandado de prisão preventiva em nome do infrator foi expedido em março de 2022, pela Justiça”, disse o delegado.
Procedimentos

O indivíduo responderá por homicídio e será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerá à disposição da Justiça.


Fonte: Portal Manaus Alerta 

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem