Trilhas do Saber certifica 468 profissionais da educação em Silves e Nova Olinda do Norte

O Trilhas do Saber, projeto prioritário do Educa+Amazonas, do Governo do Estado, certificou mais 468 profissionais da educação em Silves e Nova Olinda do Norte, municípios distantes respectivamente 204 e 135 quilômetros de Manaus.


As atividades do projeto foram realizadas na quinta e na sexta-feira (26 e 27/05), simultaneamente nos dois municípios.

O professor César Lobato Brito, que deu início à programação do Trilhas do Saber, com a palestra “Competência socioemocional e o fortalecimento das relações no ambiente escolar”, falou sobre a experiência de alcançar os educadores do interior do estado.

"A minha expectativa foi sempre muito positiva, por acreditar na necessidade de oferecermos trilhas e caminhos de formação para os nossos professores do estado. E, quando se tratou realmente de participar, no ano passado, de uma viagem dessas do Trilhas do Saber, para Codajás, e nesse ano em Urucurituba e Silves, a minha experiência foi muito positiva. É sempre muito bom encontrar os professores do interior, conhecer suas experiências, mas ao mesmo tempo deixar a eles algumas luzes e alguns caminhos para que eles possam melhorar seu trabalho no dia a dia, nas escolas do estado pelos nossos interiores”, disse.

Temas

As temáticas abordadas no Trilhas do Saber de 2022 são divididas entre docentes do Ensino Fundamental para Anos Iniciais e Anos Finais, nas quais serão abordados as propostas curriculares e pedagógicas, os novos caminhos para o processo de ensino-aprendizagem e Referencial Curricular Amazonense (RCA).

Para os docentes do Ensino Médio, os temas são pautados nas principais mudanças do Novo Ensino Médio (NEM), os Itinerários Formativos e suas possibilidades pedagógicas, além do Itinerário Formativos na prática. Para os docentes de modalidades diversas, são abordadas as tecnologias digitais, a construção de uma educação que faz sentido, Educomunicação, ensino híbrido e autonomia de aprendizagem.

Nos percursos da Educação Especial, os formadores abordaram a educação inclusiva, metodologias e materiais acessíveis e a produção de materiais pedagógicos adaptados para alunos com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual, cegos e surdos. Os gestores poderão se aprimorar em liderança, no NEM, e em painel de gestão escolar.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem