Defesa do suspeito de assassinar servidora do TRT em Manaus pede reconstituição do crime

Manaus – A defesa de Caio Claudino, de 28 anos, porteiro suspeito de assassinar a servidora do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Silvanilde Veiga, pediu a reconstituição do crime mesmo após a Justiça decretar a prisão preventiva dele.







O advogado do suspeito, Samarone Gomes, foi quem solicitou o pedido de reconstituição do crime.

No dia da prisão de Caio, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), afirmou que o porteiro estava sob efeito de drogas.

A defesa do suspeito mudou a versão apresentada pelo mesmo dias após a prisão, alegando que Caio negava ter cometido o crime, mesmo após ter confessado à polícia. Após a nova declaração, os advogados de Caio se mantiveram calados a respeito do caso.

Cabe a Justiça decidir conceder ou não a reconstituição do crime.

Relembre o caso

A servidora pública federal, Silvanilde Ferreira Veiga, diretora da 15ª Vara do Trabalho, em Manaus, foi assassinada na noite de sábado, 21/05, dentro do apartamento onde morava, no condomínio Gran Vista, Ponta Negra. O corpo foi encontrado pela própria filha, Stephanie Viega de Miranda, por volta de 22h30.

De acordo com o boletim de ocorrência (BO) da Polícia Civil, Stephanie mandou mensagens para o celular da mãe por volta de 22h. Como não houve qualquer resposta, entrou em contato com a portaria do prédio, que relatou que também não conseguia contato com Silvanilde via interfone.

“Ao chegar ao apartamento avistou a mãe estendida no chão, de bruços, deitada em uma poça de sangue. Tentou acionar o Samu, que só chegou ao apartamento às 23h06. A única coisa que sumiu do apartamento foi o telefone celular dela”, aponta o documento da polícia.

Um detalhe que chama atenção é de que não havia sinais de arrombamento na porta do apartamento, onde morava há mais de 10 anos. No apartamento também foi encontrada uma faca de inox.

De acordo com a polícia, as câmeras de segurança do prédio devem auxiliar na investigação do caso.


Fonte: Portal CM7 

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem