Em Itacoatiara, PC-AM prende envolvido em roubo de carga de refrigerantes

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Itacoatiara (a 227 quilômetros de Manaus), prendeu em flagrante, na manhã desta sexta-feira (03/06), às 9h, Edson dos Anjos Bastos, por roubo qualificado e associação criminosa, ocorridas na madrugada de quinta-feira (02/06), por volta das 2h30, no quilômetro 24, Rodovia Estadual AM 010.


De acordo com a delegada Mary Anne Trovão, titular da unidade policial, as diligências iniciaram após as equipes receberem denúncia acerca de um caminhão de transporte de fardos de refrigerantes e os celulares das vítimas que teriam sido roubados por oito indivíduos, que estavam em posse de arma de fogo.

“De imediato, os policiais civis se deslocaram ao local e o motorista do veículo e outro indivíduo, relataram que foram abordados pelos infratores, ocasião em que eles anunciaram o roubo”, explicou a delegada.

Ainda conforme a autoridade policial, o motorista do caminhão foi conduzido à delegacia, para registrar Boletim de Ocorrência (BO) sobre o crime.

“As equipes fizeram buscas pelo sistema de segurança, ocasião em que constataram o possível endereço onde o automóvel estaria, bem como, o possível dono. Os policiais civis chegaram no local e pediram permissão da proprietária do imóvel para averiguar o ambiente interno. Na casa, foram encontrados os refrigerantes roubados”, disse a autoridade policial.

A titular esclareceu, ainda, que Edson foi questionado sobre os materiais, e este informou que, na quarta-feira (1º/06), por volta das 23h, alugou seu carro, da marca Chevrolet, modelo Meriva, a um indivíduo, o qual teria retornado na madrugada de quinta, por volta das 4h, com o material, e pediu para que Edson guardasse as cargas.

Apreensão – Na casa do homem, foram apreendidos 38 pacotes de refrigerantes, o carro utilizado no roubo, duas motocicletas e R$ 2.680 em espécie.

Procedimentos

Edson responderá pelos crimes de roubo e associação criminosa e ficará à disposição da Justiça.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem