Estudantes da rede municipal de Manaus participam da 17ª edição da Olimpíada de Matemática

Mais de 61 mil alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, da rede municipal de ensino da Prefeitura de Manaus, participaram, nesta terça-feira, 7/6, da primeira fase da 17ª edição da Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).


No total, participaram 142 unidades escolares, com 1.972 turmas. A prova contou com 20 questões de múltipla escolha.

A avaliação é uma ação do Ministério da Educação (MEC) e do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com apoio da Sociedade Brasileira de Professores de Matemática (SBPM). Os alunos classificados serão anunciados pelos organizadores no dia 2 de agosto. A segunda fase da Obmep será realizada no dia 8 de outubro. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) participa dessa avaliação desde 2005.

A assessora curricular de matemática e coordenadora do programa Matemática Viva na Semed, Giselle Souza, afirmou sobre a importância do trabalho realizado pela secretaria na preparação, orientação e fator motivacional nas escolas para obter o melhor resultado possível na prova.

“Esse é um trabalho da nossa secretária Dulce Almeida, por meio da nossa pasta de matemática. Nosso acompanhamento é justamente monitorar as inscrições dos gestores que fazem as fazem, dando essa oportunidade aos nossos alunos. Para este concurso nós desencadeamos uma ação chamada ‘Vem pra Obmep’, que foi a chamada da secretaria para a olimpíada, informando aos alunos os benefícios de ser um medalhista, uma menção honrosa, e de ter todo um clima olímpico, que envolve a comunidade escolar”, comentou.

Expectativa

A escola municipal Deputado Ulisses Guimarães, bairro Novo Aleixo, zona Norte, com pouco mais de mil alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) nos três turnos, teve a participação de 544 alunos do 6º ao 9º ano. De acordo com o diretor, Carlos Alonso, a expectativa é de bons resultados, porque a escola na Obmep de 2021 teve cinco alunos com menção honrosa.

“Nós intensificamos mais ainda a questão da matemática dentro da escola, principalmente na base do 1º ao 5º ano, para que os alunos pudessem chegar no 6º ao 9º ano com maior conhecimento. Nós tivemos uma intensificação dos aulões, simulados e das aulas propriamente ditas, para que os alunos pudessem desenvolver as habilidades relacionadas à disciplina. A expectativa é a melhor possível, haja vista que temos um trabalho sendo realizado desde as séries iniciais”, explicou.

Na escola desde o primeiro ano, o aluno do 7º ano, Kennedy Wilker Rodrigues, 12 anos, menção honrosa na última prova da Obmep em 2021, afirmou que participar da avaliação tem um sentido muito mais do que apenas participar.

“Espero que essa prova ajude bastante no meu futuro e desempenho, já que quero ser um professor de matemática. Espero da prova da Obmep que ajude bastante para eu conseguir um emprego, porque é meu sonho trabalhar na área. Fiz meu estudo com a minha mãe, na internet. Ela me ajudou muito, já que é do setor administrativo do trabalho”, disse.

Fotos - Thaís Araújo / Semed

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem