Ex-governador José Melo questiona a dependência econômica do Brasil apesar das ricas reservas minerais no Amazonas

DA REDAÇÃO BLITZ AMAZÔNICO

O professor, ex-governador e pré-candidato a deputado estadual pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS), José Melo falou sobre sua preocupação com relação à dependência do Brasil de fertilizantes e os impactos com o agronegócio.


O ex-secretário no mandato de Amazonino Mendes, Eduardo Braga e vice-governador na gestão de Omar Aziz fez uma análise das riquezas encontradas no aqui no Amazonas, onde temos uma rica reserva de Potássio (K) para mais de 100 anos do agronegócio brasileiro, a presença de gás natural abundante e rico em Nitrogênio (N), além de uma grande mina de Fósforo, em Apuí.

O ex-governador José Melo faz um questionamento não só para todos os amazonenses, mas principalmente para os brasileiros.

“Então, o NPK que impulsiona o agronegócio brasileiro e faz do Brasil campeão mundial na produção de carnes e grãos, está aqui, no Estado do Amazonas, no Brasil. Se temos tudo isso aqui, porque iremos nos submeter a vida toda aos “de fora”? Porque continuamos a ser colônia, apesar de tudo isso? ”, perguntou.

“Eu vou continuar falando e lutando; faço isso pelo povo do Amazonas, pelo Brasil e por nossas famílias”, completou.


VEJA NA INTEGRA O TEXTO:

Ontem via uma matéria preocupante: a dependência do Brasil de fertilizantes para o seu agronegócio. 

Já falei sobre esse tema; mas , vou falar novamente para esse ouvidos surdos.

Temos aqui no Amazonas, Potássio (K) para mais de 100 anos do agronegócio brasileiro ; um gás natural abundante e rico em Nitrogênio (N); e, em Apui, uma grande mina de Fósforo (P).

Então, o NPK que impulsiona o agronegócio brasileiro e faz do Brasil campeão mundial na produção de carnes e grãos, está aqui, no Estado do Amazonas, no Brasil.

Se temos tudo isso aqui, porque iremos nos submeter a vida toda aos “ de fora”? Porque continuamos ser colônia, apesar de tudo isso!

Eu vou continuar falando e lutando; faço isso pelo povo do Amazonas, pelo Brasil e por nossas famílias.

Professor José Melo




Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem