Influenciadora denuncia que cirurgião manteve próteses vencidas nos seios dela em cirurgia de troca de silicone

A influenciadora digital Nanna Chara denuncia que pagou a um cirurgião plástico em Goiânia para trocar o silicone que tem nos seios quando as próteses estavam no fim do prazo de validade, mas que ele acabou mantendo os produtos vencidos no corpo dela. 


A mulher de 36 anos disse que só descobriu que isso havia acontecido mais de quatro anos depois, quando fez outro procedimento nos seios com outro profissional. Em choque ao descobrir o que havia acontecido, ela entrou com uma ação na Justiça contra o médico.

A advogada Luciana Castro Azevedo, que representa o cirurgião Cláudio José Maciel Filho, informou que todas as alegações da paciente são inverídicas e que ela vem difamando o médico nas redes sociais.

Também de acordo com a defesa, "as acusações de erro médico são repudiadas e esperamos a justiça para demonstrar que não houve falha alguma na conduta do médico ora acusado e pura conduta difamatória contra um profissional que sempre prezou por seus pacientes".

Cicatriz e buraco no seio da influenciadora Nana Chara após cirurgia em 2017 em Goiânia — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

 

Segundo Nanna, a cirurgia feita pelo médico citado ocorreu em setembro de 2017 e custou R$ 26,2 mil. Ela disse que o valor cobria uma lipoaspiração, levantar os seios e trocar as próteses que estavam vencendo – porque já estavam há dez anos no corpo dela – por novas.

"Quando ele viu que não ia cicatrizar bem, ele falou que o problema era a minha pele. Cerca de um ano dele dizendo que não tinha o que fazer, que era daquele jeito mesmo, e um buraco no meu seio, dando para ver a prótese, saindo secreção", contou.

Nanna disse que, por causa das cicatrizes grosseiras e a aparência "caída" dos seios, ela perdeu alguns trabalhos. Não podia usar biquines muito decotados, por exemplo. "Minha autoestima foi lá embaixo", comentou.

 

Seios da paciente Nanna Chara após cerca de dois anos da cirurgia — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

 



Insatisfeita, cinco anos depois – em abril de 2022 –, ela procurou outro profissional para fazer um novo procedimento.

"Procurei o médico que colocou as próteses em mim pela primeira vez, em 2008, para ver o que ele podia fazer para arrumar. Foi aí que ele fez a cirurgia e descobriu que ainda estavam em mim as próteses antigas. Elas ficaram de 2008 até agora, não foram trocadas em 2017 como eu pedi", disse.

Revoltada, ela foi para as redes sociais e contou o que precisou enfrentar. Segundo ela, foi aí que o médico entrou com uma ação na Justiça e conseguiu que o perfil dela em uma rede social fosse derrubado. Cerca de dois meses depois, Nanna consegui nova decisão judicial, que permitiu que ela retomasse a conta.

"Eu não ia mexer com justiça por saber que demora muito e por achar que eu era culpada de estar com os seios naquele estado, até que me veio a surpresa das próteses. Me senti enganada, impotente. Aí sim eu vi que não era culpada e decidi ir em busca dos meus direitos e alertar outras mulheres para que ninguém mais passe pelo que eu passei", completou.




Fotos: Reprodução


DEFESA DO MÉDICO

CLÁUDIO JOSÉ MACIEL FILHO, médico, cirurgião plástico, esclarece, através de sua advogada Luciana Castro Azevedo, que a justiça demonstrará as inverdades trazidas pela Sra. Nanna Chara e repudia qualquer declaração leviana apresentada pela mesma. O mesmo vem sofrendo ataques virtuais há dois meses, de forma inadvertida por esta paciente, sendo que o mesmo se vê impedido de se defender, pois não é proposta qualquer ação judicial em seu desfavor, apenas ataques a sua honra na internet e em meios de comunicação, sempre aos fins de semana ou feriados, o que demonstra sua má-fé e má conduta reiteradas!

Reiteramos, não foi recebido, até o presente momento, qualquer ação judicial proposta por esta paciente em seu desfavor, que depois de quase cinco anos do procedimento cirúrgico efetivado, reclama dos resultados obtidos. Não é verdade qualquer fala da mesma, seja a respeito de troca de próteses ou do resultado obtido. Todavia em razão do sigilo médico, determinado por normas do Conselho Federal de Medicina, não podemos aqui apresentar maiores informações ou esclarecimentos do tratamento realizado pela Sra. Nana Chara.

Ao revés, devemos informar que requeremos abertura de investigação junto ao 4º Distrito Policial de Goiânia, para que sejam apuradas as condutas de calúnia e difamação em desfavor da Sra. Nanna Chara, bem como ação judicial contra seus ataques, com liminar já deferida pelo Juízo da 31ª Vara Cível da Comarca de Goiânia/GO, em seu desfavor.

A Sra. Chara não é localizada para que seja notificada, propositalmente, e se utiliza da internet e da imprensa com intenção apenas difamatória, pois sabe que nada foi feito em desconformidade a literatura médica, mas que os juízes da internet não exigem contraditório ou ampla defesa!

Assim, as acusações de erro médico são repudiadas e esperamos a justiça para demonstrar que não houve falha alguma na conduta do médico ora acusado e pura conduta difamatória contra um profissional que sempre prezou por seus pacientes.

Fonte: G1

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem