Justiça abre ação para indenizar famílias de vítimas que morreram durante a crise de oxigênio no Amazonas

 Amazonas – A família de uma pessoa que morreu durante a crise de oxigênio na pandemia da Covid-19 em Manaus, deverá receber R$ 600 mil do Estado, União e Município. A condenação foi estabelecida pela 1ª Vara Cível da Justiça Federal no Amazonas.


Cada um dos entes foi condenado a pagar uma quantia para a família, que totaliza o valor estabelecido. Governo do Amazonas pagará R$ 200 mil, União Brasil R$ 200 mil e Prefeitura de Manaus R$ 200 mil.

Diante disto, está aberto um precedente para que outras famílias que passaram pela mesma situação também sejam beneficiadas.

A crise de oxigênio no Amazonas por decorrência da Covid-19, teve seu pico em janeiro de 2021. O ocorrido gerou a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia no Senado da República.

Na ação foi mencionado o processo de número 1000577-61.2021.4.01.3200, que determina a obrigação dos entes públicos de apresentarem um planejamento para o abastecimento regular e igualitário de oxigênio nas unidades de saúde do Estado do Amazonas.

Fonte: Portal CM7 

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem