Mulher foi torturada por 25 minutos antes de ser morta pelo marido

A vítima, Grazielly Karine Soares Alves de Lima, foi jantar com o assassino na noite em que foi executada. Caso aconteceu em Corumbá


Grazielly Karine Soares Alves de Lima, 28 anos, morta pelo marido na madrugada de quarta-feira (22), teria sido torturada antes de ser executada dentro de casa, em Corumbá.

Edmilson Veríssimo dos Reis, de 33 anos, conhecido pelos apelidos de “Aquidauana e Xitu”, levou a ex-esposa para jantar. Os dois estariam reatando o relacionamento. 

A delegada da Mulher, Tatiana Zyngier e Silva, disse que Edmilson recebeu uma ligação, de uma mulher, dizendo que ele estava sendo traído por Grazielly.

“A gente acredita – na verdade, com bastante veemência – que ele tinha muito ciúmes dela e chegou a informação de que uma mulher tinha entrado em contato com o Edmilson, para falar que a Grazielly estaria traindo-o. Informações apontam que ambos estavam normais durante o jantar, porém, acredito que ele estava premeditando o que faria”, disse a delegada.

Ela destaca que a vítima foi torturada por pelo menos, 25 minutos, antes de ser assassinada.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem