Mulher tem cabelo raspado e é agredida após ser acusada de furto; assista

Uma mulher, de 47 anos, foi torturada em uma galeria localizada no Brás, em São Paulo, nesta segunda-feira, 6. 


As pessoas que a agrediram a acusaram de ter furtado o local. Ela nega as acusações.

O caso foi divulgado pela Folha Press. As agressoras filmaram toda a ação contra a mulher, que é paraguaia. Nas imagens, a vítima aparece com a cabeça raspada, além se ser xingada e levar diversos tapas de mais de uma pessoa.

As agressoras também escreveram "ladra" em seu rosto e rasgaram sua blusa, fazendo com que ela saísse nua do local.

Tudo aconteceu, segundo a vítima, na segunda-feira, quando ela foi ao Brás comprar roupas para revender. Ela relata que normalmente fica alguns meses em São Paulo para trabalhar como sacoleira, juntar dinheiro e voltar para o Paraguai, onde vive com a família.

A mulher relatou que apenas questionou o preço de uma jaqueta que viu no manequim e foi embora. Mas que, ao entrar em um táxi para ir embora, foi abordada pelo segurança do estabelecimento, que a mandou sair do carro, a acusando de roubo.

Ela afirma que em seguida foi levada ao fundo da galeria e que cortaram seu cabelo lá. Depois, uma mulher raspou sua cabeça. A vítima alega que não roubou nada.

No vídeo gravado pelas próprias agressoras, é possível ouvir quando uma delas diz: "Não quis entregar sua amiga que pegou o celular da minha amiga aqui, agora você vai levar".

Fonte: Terra

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem