PC-AM prende homem condenado a nove anos e sete meses de prisão por estupro de vulnerável

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), cumpriu, nesta terça-feira (07/06), mandado de prisão em razão de sentença condenatória em nome de um homem de 39 anos, por estupro de vulnerável cometido contra duas menores.


O crime foi praticado no ano de 2019, e, à época, as vítimas tinham 11 e 16 anos.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, a prisão ocorreu em via pública, no bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus, mas os abusos aconteceram dentro do carro do infrator, em um motel da capital, em momentos distintos.

“Segundo as vítimas, ele as levou para uma lanchonete. Enquanto a vítima de 16 anos foi comprar a comida, ele aproveitou para abusar da criança de 11 anos. Após isso, eles seguiram para um motel, onde o homem consumou o abuso”, explicou a delegada.

A delegada falou, ainda, que ao tomar conhecimento do fato, de imediato, as equipes iniciaram as investigações para prender o infrator.

“Com a expedição da ordem judicial, os policiais civis da Depca seguiram em diligências para localizá-lo e efetuar a sua prisão”, disse a delegada.

Decisão judicial –

O mandado foi expedido no dia 26 de maio de 2022, pela juíza Articlina Oliveira Guimarães, da 2° Vara Especializada em Crimes contra Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Procedimentos –

O homem foi condenado a 9 anos, sete meses e seis dias de prisão em regime fechado pelo crime de estupro de vulnerável e ficará à disposição do Poder Judiciário.

FOTO: Mayara Viana/PC-AM.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem