Responsabilidade e compromisso com o armamento são abordados com guardas municipais

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg) se reuniu, nesta quinta-feira, 9/6, com os primeiros 34 guardas municipais a concluírem o processo de armamento realizado pela Prefeitura de Manaus.


Um workshop foi realizado no auditório da Secretaria Municipal de Administração (Semad), na zona Oeste, para celebrar o fim desta etapa, entretanto, o grupo aguardará a segunda turma concluir o processo antes de receber o porte de arma.

Depois de meses de muita preparação, a primeira turma com 34 guardas municipais está apta a receber o porte de arma. O processo seletivo que aconteceu de forma voluntária entre os agentes concursados da segurança municipal agora está perto da conclusão. Ao fim da segunda turma que está com o processo em andamento, o município de Manaus terá guardas municipais ainda mais capacitados para atender às demandas da população e proteger o patrimônio municipal.

“Há 73 anos a Guarda Municipal sonha com uma administração que valorize seus serviços e, pela primeira vez, a Prefeitura de Manaus dá um passo nessa direção, na gestão do prefeito David Almeida, que foi sensível ao ouvir os agentes e a população, que também pedia por isso”, destacou o secretário de Segurança Pública de Manaus, Sérgio Fontes, o que de acordo com ele, é um marco para o Executivo municipal.

Ainda segundo Fontes, o momento, apesar de ser uma conquista, também deve ser encarado como uma grande responsabilidade que recai sobre a farda. “Aos que aceitaram o desafio de se capacitarem e de se armarem, eles sem dúvidas fazem parte de um momento histórico e isso traz por si só uma grande responsabilidade, já que com a arma uma série de recomendações e deveres vêm juntos. Por isso estamos hoje tendo essa conversa, com essa primeira turma, para que ela tenha ainda mais ciência do que representa ser um guarda municipal nesse novo momento da Guarda Municipal”, concluiu.

Os 34 agentes receberam orientações do secretário, que é delegado federal aposentado, e também do policial federal Alberto Neto, e dos ouvidores e corregedores, que passarão a atuar lado a lado da guarda nesse novo momento. Até a conclusão do processo seletivo da segunda turma, os guardas recém-aprovados devem passar ainda por outras capacitações antes de serem destacados para os seus postos na rua, na condição de guardas armados.

Fotos – Altemar Alcântara / Semcom

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem