Rodadas de palestras educativas orientam a população sobre importância do Teste do Pezinho

Com objetivo de orientar e conscientizar a população sobre a importância do ‘Teste do Pezinho’, exame realizado em bebês recém-nascidos e que detecta doenças graves, a Policlínica Codajás, unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), realizou, nesta terça-feira (07/06), rodadas de palestras com profissionais de saúde do Centro de Referência em Triagem Neonatal (SRTN).


Durante a ação, pacientes, servidores e o público em geral receberam orientações sobre os serviços realizados na instituição.

Durante este mês, a campanha Junho Lilás é dedicada à conscientização sobre a importância da realização do Teste do Pezinho. A diretora geral da Policlínica Codajás, Leonide Brandão, declarou que o trabalho realizado pela equipe multidisciplinar da unidade de saúde, que atende diagnósticos de alteração no exame, tem proporcionado aos pacientes uma qualidade de vida melhor. “Nossa equipe é formada por profissionais dedicados, que atuam com amor e empatia pela vida humana. Isso faz com que o serviço de atendimento neonatal seja o melhor possível”, disse.

A coordenadora do programa de Triagem Neonatal, a médica geneticista Vânia Gadelha, explica que, atualmente, a unidade realiza o acompanhamento de seis tipos de doenças: hipotireoidismo congênito, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita, deficiência de biotinidase, doença falciforme e outras hemoglobimopatias e fenilcetonúria.

“A maioria é doença genética e rara, porém a mais comum que recebemos no setor é uma que não é genética. Trata-se do hipotireoidismo congênito, quando a criança já nasce com problema na tireoide, mas não é aparente. Se não for feito o diagnóstico na triagem, essa doença pode evoluir e causar complicações”, declarou a coordenadora.

O estudante Luiz Gabriel, de 20 anos, é portador de fibrose cística, doença rara que afeta o pulmão e o pâncreas e, há 18 anos, recebe acompanhamento na Triagem Neonatal da Policlínica Codajás para evitar crises e agravamento da condição de saúde. Ele conta que se sente acolhido no setor e, em momentos de urgência, já foi salvo por médicos da unidade.

“O teste do pezinho é de suma importância, pois foi graças a ele que meus pais descobriram esta doença rara e iniciaram o meu tratamento precoce. Hoje posso dizer que esse acompanhamento na Triagem é fundamental na minha vida e que posso ter uma vida normal sabendo que posso ter o apoio dessa equipe especial”, relatou.

Conscientização

Outros temas também foram abordados por profissionais do setor durante a ação, como aspectos relativos à pneumologia e à gastroenterologia da fibrose cística; aspectos relativos à fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito e hiperplasia adrenal congênita, o papel da nutricionista no atendimento, direitos e aspecto social do atendimento dos pacientes no SRTN.

O SRTN da Policlínica Codajás tem atendimento porta aberta direcionado aos bebês recém-nascidos que recebem diagnóstico irregular, após realização do teste do pezinho. Uma equipe formada por enfermeiros e médicos especialistas está à disposição da população para acompanhamento em saúde.

FOTO: Islânia Lima/Policlínica Codajás

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem