Além de Ricardo Nicolau governador, Solidariedade terá 34 candidatos para a eleição proporcional

O partido Solidariedade terá 34 candidatos a deputado estadual e federal nas eleições deste ano no Amazonas, além da candidatura ao governo do Estado do deputado estadual Ricardo Nicolau.


A definição foi feita nesta semana durante reunião de trabalho dos pré-candidatos com o presidente estadual da legenda, deputado federal Bosco Saraiva.

De acordo com Ricardo Nicolau, o partido será protagonista nas eleições deste ano e fará uma campanha baseada em soluções para uma transformação segura e viável na forma de governar.

“Montamos o nosso time para fazer uma convenção que possa dar o pontapé inicial da campanha que vai levar ideias e propostas para unir as pessoas que querem o melhor para o Amazonas. Estamos propondo um jeito novo de governar, com gestão e competência. Os governantes dos últimos 40 anos não priorizaram a população e eu quero mudar isso”, ressaltou o pré-candidato.

A convenção

As candidaturas serão homologadas no evento oficial que marcará o lançamento da campanha de Ricardo Nicolau a governador do Amazonas no dia 31 de julho, de 9h às 13h, na quadra do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Alvorada, na zona Centro-Oeste de Manaus. De acordo com Bosco Saraiva, o Solidariedade fará uma campanha voltada para debater propostas concretas para os problemas do povo do Amazonas.

“São 34 candidatos que vão disputar as vagas no parlamento estadual e federal. Vamos apresentar nossas candidaturas conforme prevê a lei com a cota de mulheres. Vamos fazer uma convenção para homologar a candidatura do deputado Ricardo Nicolau que é a candidatura que traz a esperança e que melhor conversa com o sentimento da população da capital e interior”, afirmou.

Trajetória

Com 25 anos de vida pública e larga experiência como gestor tanto no setor público quanto no privado, Ricardo Nicolau ingressou na política em 1996, já foi vereador de Manaus e cumpre atualmente o quinto mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), órgão que presidiu entre os anos de 2011 e 2012.

Partido

O Solidariedade foi criado em 2013, com o objetivo de combater desigualdades e ajudar aqueles que mais precisam. A legenda faz política baseada no diálogo, buscando uma parceria de compromisso que favoreça o bem comum. Recentemente, a legenda foi a única a ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra dois decretos federais que ameaçavam 500 mil empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM).

Foto: Marcelo Cadilhe

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem