Prefeitura de Manaus avança em mais uma etapa da criação do Plano Municipal de Cultura

A Prefeitura de Manaus coordena, por meio do Conselho Municipal de Cultura (Concultura) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), mais uma reunião do grupo de trabalho do Plano Municipal de Cultura (PMC), nesta segunda-feira, 25/7, no Casarão da Inovação Cassina, Centro.


As reuniões do grupo iniciaram em abril deste ano com audiências públicas, ouvindo artistas e representantes setoriais de oito segmentos artísticos, e mais três setores culturais da cidade de Manaus.

O diretor-presidente do Concultura, Tenório Telles, abriu a reunião de trabalho reafirmando os esforços para a entrega do plano para a aprovação da Câmara Municipal de Manaus (CMM), ainda este ano.

"Herdamos o desafio de realizar esse plano, que tem um atraso de 16 anos, deixando Manaus fora dos benefícios e investimentos federais do Sistema Nacional de Cultura", ressaltou.

Telles lembrou que o atraso se dá também com a ineficiência do Fundo Municipal de Cultura por conta da Lei Incentivo atual, por isso está sendo reelaborada, via Concultura e Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef).

"A gestão do prefeito David Almeida vai colocar Manaus em uma importante posição no setor, e alinhá-la ao Sistema Nacional de Cultura, propiciando maior autonomia na gestão cultural", aponta Telles.

A coordenação dos trabalhos do grupo está sendo presidida pelo vice-presidente do Concultura, Neilo Batista, que explica a fase atual do PMC, que já elaborou missão, visão e valores, além da definição dos desafios e oportunidades, diretrizes e oportunidades.

"Estamos trabalhando os eixos estratégicos e nas próximas reuniões vamos definir os objetivos e metas, depois especificar as ações culturais sugeridas nas reuniões setoriais", disse.

Batista destacou o empenho dos conselheiros que têm dedicado muito do seu tempo e expertise, além da mobilização dos seus segmentos artísticos. A fase final do plano será as definições dos resultados a alcançar, seus impactos, indicadores e modelo de gestão.

Até o final de agosto o PMC será encaminhado à CMM que terá seus prazos regimentais para realizar audiências públicas e colocá-la em pauta para votação, e finalmente ser sancionado pelo prefeito David Almeida.

Fotos - Oliveira Júnior / Manauscult

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem