Secretário de Wiçu Laranja Lima desmente chefe e revela que o Governo do Estado foi obrigado a reduzir alíquota dos combustíveis; VEJA VÍDEO

DA REDAÇÃO BLITZ AMAZÔNICO

Pelo visto o pacote de bondades do Governador Wilson Lima (União Brasil), na tentativa desesperada de melhorar sua imagem junto ao eleitor com vistas ao pleito eleitoral que se aproxima, só não beneficia de maneira espontânea a população do Amazonas.


Conforme declaração dada pelo Secretário da Fazenda, Alex Del Giglio, o Governo do Estado do Amazonas foi obrigado a cumprir uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), bem como as Leis Complementares 192/194/22, que tramitaram recentemente no Congresso Nacional.

Pressionado por todos os lados, o governador Wiçu Laranja Lima foi obrigado a divulgar na última segunda-feira (4), o cumprimento da lei 194, que determina teto de alíquota para o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis. 

Atendendo essa determinação federal, a alíquota sobre os preços dos itens é de 18%, conforme a Secretaria da Fazenda estadual. Antes, o percentual era de 25%.


Pelas ruas de Manaus o sentimento da população é de indignação com o governador Wilson Lima que adiou até quando pode para reduzir o preço dos combustíveis. 

O portal do Catatau chegou a gravar um vídeo onde manda um recado para Wiçu.

“Governador Wilson Lima será possível que o senhor nunca faz nada de boa vontade para o nosso povo, graças a Deus que é o seu último mandato, espero que você que está do outro lado não vote nesse tipo de pessoas, chega de Wilson Lima, Wilson Lima nunca mais, 2 de outubro será o dia do nosso livramento, fora Wilson Lima, Deus que me livre”, desabafou.






Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem