Americano morre de asfixia após cobra de estimação se enroscar no seu pescoço

Um morador do condado de Lehigh (Pensilvânia, EUA) morreu após a sua cobra de estimação se enrolar no seu pescoço, na semana passada.







Quando policiais chegaram à casa de Elliot Senseman, de 27 anos, encontraram o morador deitado no chão sem responder com uma cobra de 5,5 metros de comprimento enrolada no pescoço.

Um dos policiais que responderam ao chamado conseguiu matar a jiboia sem ferir ainda mais o homem.

"A parte central da cobra estava enrolada na garganta. A cabeça da cobra estava longe o suficiente da vítima que o policial tomou uma decisão em uma fração de segundo e ele começou a atirar na cabeça da cobra", disse o tenente Peter Nickischer, do Departamento de Polícia de Upper Macungie Township, de acordo com afiliada da rede ABC.


O incidente ocorreu na última quarta-feira (20/7). Após ataque cardíaco, o americano chegou a ser levado por paramédicos a um hospital próximo, em estado gravíssimo, e acabou morrendo no domingo (24/7). De acordo com a autópsia, Elliot morreu de lesão cerebral anóxica devido à asfixia por constrição acidental.

"Uma jiboia se contraiu ao redor do pescoço do senhor Senseman, causando assim a lesão cerebral anóxica (completa falta de oxigênio no cérebro)", disse o laudo do legista que analisou o caso.

De acordo com o "Daily Beast", a jiboia era uma das três cobras de Elliot. Ela teria ficado agressiva quando o morador foi limpar a sua gaiola. O americano lidava com serpentes desde os 10 anos.

A polícia afirmou que foi o primeiro caso do tipo com que tiveram que lidar.



Fonte: Extra Online

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem