Na Caixa, Guimarães tentou subir o próprio salário para R$ 80 mil

O ex-presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães tentou aumentar seu salário enquanto liderava o banco. De acordo com a coluna de Rodrigo Rangel no Metrópoles, Guimarães tentou subir o valor de R$ 56,1 mil para R$ 80,8 mil, um aumento de quase 44%.









A proposta do reajuste chegou a passar por várias instâncias internas da Caixa e foi barrada apenas no Ministério da Economia. Além do salário de Guimarães diretores executivos e vice-presidentes também seriam beneficiados pelo reajuste.

No caso dos diretores, o salário saltaria de R$ 41,8 mil para R$ 61,7 mil. Já entre os vice-presidentes, o valor subiria de R$ 50,2 para R$ 74,1 mil. Em abos os casos, o reajuste seria superior a 47%.

Como justificativa para o Ministério da Economia, a equipe da Caixa argumentou a respeito dos excelentes resultados do banco, superiores aos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco do Brasil. O valor de R$ 80,8 mil que Guimarães queria receber era o exato salário de Gustavo Montezano, presidente do BNDES.

Segundo a coluna de Rodrigo Rangel, além do salário, Guimarães ainda recebia um valor extra de R$ 130 mil por ser membro de conselhos de administração de subsidiárias da Caixa e de empresas privadas das quais o banco é sócio. Guimarães deixou o comando da Caixa no final de junho após acusações de assédio sexual.


Com informações do IG.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem