Ouvido entupido? Homem descobre barata dentro da orelha após banho de piscina

Já imaginou entrar numa piscina e, três dias depois, descobrir que uma barata foi parar dentro do seu ouvido? Foi o que ocorreu com um homem de 40 anos que vive na Nova Zelândia. Zane Wedding mostrou, por meio do Facebook, uma foto da barata morta, logo depois de ser retirado da orelha esquerda dele, o que surpreendeu amigos e seguidores – alguns deles pelo nojo da barata.








Zane trabalha para o Greenpeace e estava em casa, em Auckland, na semana passada, quando decidiu dar um mergulho na piscina. Ele contou ao CNN que depois de sair da água sentiu como se o ouvido esquerdo estivesse entupido.

O homem pingou uma solução para desobstruir o ouvido e foi dormir. No dia seguinte, ele enfim resolveu ir ao médico para descobrir o que ocorria.

Segundo Zane Wedding, o médico que ele visitou pensava, inicialmente, que a água da piscina havia bloqueado o ouvido dele e sugeriu que o paciente fosse para casa e usasse um secador de cabelo para secar a água. Zane ficou por três dias com um secador do lado da orelha, mas não parava de sentir-se mal, com tonteiras e um som característico, parecido com água, no ouvido.

‘VOCÊ TEM UM INSETO NO OUVIDO’

Sem saber o que estava de fato afetando a audição e a saúde dele, Zane resolveu marcar um otorrinolaringologista e assim que chegou ao consultório, na segunda-feira (10), descobriu a barata no ouvido. “Meu Deus, você tem um inseto no ouvido”, disse o médico logo ao examiná-lo.

O procedimento para remover a barata do ouvido de Zane durou menos de cinco minutos. Ele relata que o alívio foi imediato, mas ao mesmo tempo não deixou de pensar nos dias em que passou com a barata alojada.

“Naquele momento, percebi que cada movimento que senti no fim de semana era a barata se movendo no meu ouvido. Imediatamente pensei no fato de estar bombeando ar quente na minha cabeça e cozinhando uma barata no meu canal auditivo durante todo o fim de semana. Isso me fez sentir doente”, disse Zane.



Fonte: BHaz

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem